30 de nov de 2011

Desenvolvedora de Borderlands 2 procura garota para interpretar Lilith

Quem sabe esta pode ser você?

A Gearbox Software está procurando uma garota para viver a personagem Lilith em Borderlands 2, que tem deve ser lançado no final de 2012 ou começo de 2013.

De acordo com a produtora, a escolhida, além de estar do jogo, terá chance de participar de eventos promocionais e feiras antes do lançamento do jogo.

Lilith era uma das seis "Sirens" do Borderlands original, participante de um grupo de mulheres com poderes sobrenaturais.

A 2K Games, distribuidora do jogo, e a Gearbox lançaram um site com os detalhes para quem quiser tentar participar do casting.

Atualização do PS3 habilitará recursos de compartilhamento de dados com o Vita


A Sony anunciou para esta semana uma grande atualização de firmware para o PlayStation 3, visando ajustar o console para o lançamento do PlayStation Vita, que acontece no próximo dia 17 no Japão.

A atualização 4.00 transformará o PS3 num dispositivo que poderá gerenciar conteúdo do Vita. O jogador poderá copiar músicas, fotos e vídeos entre os consoles, fazer backups dos dados do Vita no disco rígido do PS3, e atualizar o hardware do Vita através da interface do PS3.

Além das mudanças relacionadas ao Vita, o update permitirá que os assinantes da PlayStation Plus habilitem ou desabilitem itens como atualizações automáticas de jogos e troféus.



E para os jogadores brasileiros, a atualização trará finalmente a possibilidade de termos a XMB do PS3 em português.

Fontes: MCV e PlayStation Blog

Fumito Ueda, criador de Ico e Shadow of the Colossus, deixa a Sony


The Last Guardian
pode ser o último trabalho de Fumito Ueda para a Sony. O Eurogamer, citando "fontes ligadas a desenvolvedoras japonesas" que Ueda está deixando não somente o Team Ico, como a Sony por completo.

De acordo com os relatos, Ueda terminará seu trabalho no aguardado The Last Guardian como freelancer, e após isso vai buscar novos projetos pessoais. A Sony ainda não se manifestou sobre o assunto.

Ueda é conhecido por seu trabalho nos clássicos Ico e Shadow of the Colossus, ambos para o PlayStation 2 e recentemente relançados, juntos, numa coletânea em alta definição para o PS3. Lançado em 2001, Ico traz um jovem que tem que escoltar uma princesa a salvo de uma prisão. Quatro anos depois, Shadow of the Colossus trouxe a história de um guerreiro que tem que derrotar 16 feras para salvar um reino.

Embora The Last Guardian tenha sido apresentado pela primeira vez na Tokyo Game Show de 2009, Ueda e o Team Ico vêm trabalhando no jogo desde 2005. Naquela época, disse que o desenvolvimento de Shadow of the Colossus havia sido muito longo e que tentaria reduzir esse tempo. Como vemos, não deu certo.

Na mesma feira de games japonesa de 2010, anunciaram o lançamento do jogo para o final de 2011, mas já foi adiado mais uma vez. Confira abaixo o trailer do jogo:


Battlefield 3 chega a 8 milhões de cópias vendidas


No mês passado, Battlefield 3, desenvolvido pela DICE para a Electronic Arts, tornou-se o jogo com maior número de cópias entregues às lojas na história da companhia, com 10 milhões de unidades disponíveis no dia do lançamento.

Na primeira semana, Battlefield 3 chegou a 5 milhões de unidades vendidas, número insuficiente para superar os números de Call of Duty: Modern Warfare 3, que vendeu 6,5 milhões de unidades nas primeiras 24 horas de lançamento apenas nos EUA e no Reino Unido. Entretanto, os números atualizados mostram boas vendas do shooter da Electronic Arts.

Durante uma apresentação para investidores ontem, o diretor Eric Brown disse que Battlefield 3 vendeu oito milhões de cópias até o momento, sendo que 12 milhões de unidades chegaram aos lojistas até o fim deste mês de novembro.

Os bons números chegam após a notícia de que a EA foi ameaçada de processo por usuários por ter prometido e não cumprido a promessa de incluir o jogo Battlefield 1943 nas cópias de BF3. Entretanto, a EA voltou atrás e oferecerá o jogo gratuitamente aos compradores.

29 de nov de 2011

Assista ao trailer de lançamento de Absolute Supercars, que chega à PSN em dezembro


A Eutechnyx anunciou para este mês de dezembro o lançamento de seu novo jogo de corrida, chamado Absolut Supercars. O jogo será lançado diretamente na PlayStation Network, e o trailer lembra bastante outro jogo da produtora, Ferrari Challenge Trofeo Pirelli. Confira abaixo:

DLC traz grandes lendas do basquete e novos modos de jogo para NBA 2K12; confira o trailer


A 2K Sports lançou nesta terça (29) um pacote para download (DLC) para NBA 2K12. Chamado Legends Showcase, o DLC traz novos modos de jogo usando os jogadores clássicos. Que tal uma partida de 21 com Michael Jordan encarando Magic Johnson? Ou um autêntico All-Star Game só com jogadores históricos? O pacote ainda permitirá que o jogador destrave os atuais craques da NBA, então em dado momento você poderá confrontar Kobe Bryant com Julius Erving, ou então LeBron James com Hakeem Olajuwon, só para citar dois exemplos.

O DLC custa 9,99 dólares através da PlayStation Network. Confira o trailer abaixo:

Need for Speed: The Run derrapa nas vendas e nas críticas


A Electronic Arts apostou bastante no novo título da série Need for Speed, mas parece que deu uma derrapada. The Run, lançado no último dia 15 de novembro, está vendendo abaixo das expectativas da empresa, não alcançando o top 10 nos principais rankings de vendas. Para piorar, as análises do jogo nos sites e revistas especializadas não foram das mais animadoras. No Metacritic, 35 análises foram levadas em conta, e o jogo ficou com média 66. Comparando, Need for Speed: Hot Pursuit, lançado em 2010, teve média 89.

As principais críticas ao jogo foram do foco excessivo na história em vez das corridas em si, o que parece não ter agradado muita gente. Para piorar, The Run foi lançado no mesmo período em que Call of Duty: Modern Warfare 3 dominava as vendas em todas as plataformas, e ainda teve como concorrentes de peso jogos como Assassin's Creed: Revelations, Saints Row: The Third e Battlefield 3. Considerando que cada jogo desses, na versão para PS3, custa 60 dólares, os jogadores tiveram que pensar com o bolso e escolher seus favoritos.

O resultado final disso tudo foi uma queda nas ações da EA - que haviam subido devido às boas vendas de Battlefield 3. Ainda assim, a previsão é de que a franquia Need for Speed venda 4,6 milhões de unidades em 2011 - que também teve o lançamento de Shift 2 Unleashed, em março - o que seria um pequeno acréscimo sobre o ano passado.

E imaginar que o trailer de The Run prometia bastante... mas há uma vantagem nisso tudo: em breve, pelo menos nos EUA, o jogo baixará de preço e, quem sabe, atraia novos compradores.

Fonte: Forbes

Gabe Newell, da Valve: "pirataria é mais questão de serviço oferecido que de preço"

Se existe um cidadão no mundo que entende de distribuição digital de jogos, ele se chama Gabe Newell. O líder da Valve e criador do Steam desafiou, durante uma conferência em Cambridge, na Grã-Bretanha, o conceito de que a pirataria é uma questão de preço dos jogos.

"Pensamos que há uma concepção errada sobre pirataria. Pirataria é quase sempre uma questão de serviço oferecido e não de preço", disse Newell.

"Por exemplo, o pirata oferece um produto em qualquer lugar do mundo, 24/7, "comprável" na conveniência de seu computador pessoal, e o vendedor legal diz que o produto tem travas de região, chegará ao seu país três meses após o lançamento nos Estados Unidos e só pode ser comprado numa loja física. Assim, o serviço do pirata é melhor para o usuário".

"Muitas soluções de DRM (proteções anti-pirataria) reduzem o valor dos produtos através de restrições de uso ou criando incertezas".

"Nosso objetivo é criar um serviço melhor que o dos piratas, e tem sido bem sucedido o bastante para poder dizer que pirataria não é um problema para nossa empresa", concluiu Newell, aproveitando para vender seu peixe.

Fonte: MCV

"O modelo de jogos a 60 dólares está quebrado", diz desenvolvedor independente


O chefe do bem sucedido estúdio independente 5th Cell, responsável por sucessos como Scribblenauts, do Nintendo DS, bateu forte no atual modelo de negócios da indústria de games, dizendo que o "modelo de jogos de 60 dólares está quebrado".

Em entrevista ao Gameinformer, Jeremiah Slaczka disse: "O modelo do jogo de 60 dólares numa caixa está quebrado, sempre esteve quebrado, e está mais quebrado hoje em dia porque os jogos estão mais caros para desenvolver, produzir e divulgar".

"Há alguns anos esse modelo era tolerável, porque os custos eram suficientemente razoáveis para permitir que jogos de vendas medíocres fizessem dinheiro, mas hoje em dia é insano. Se você não for ter um megasucesso de 60 dólares, melhor nem tentar fazer, senão serão dezenas de milhões pelo ralo".

Slaczka citou Homefront (foto), jogo de tiro em primeira pessoa da THQ, como exemplo de jogo triplo-A que poderia ter se dado melhor com uma estratégia diferente de lançamento.

"Homefront foi apenas regular como jogo de tiro em primeira pessoa - não é ótimo, nem horrível, é apenas OK. Mas como consumidor, por que pagaria para jogar um FPS que é apenas OK se tenho uma série de grandes FPS pelo mesmo preço? É o que os jogadores fazem".

"Enquanto 13 milhões de pessoas compraram Call of Duty: Black Ops só nos Estados Unidos, quebrando recordes, menos de um milhão comprou Homefront nos EUA. O consumidor votou com sua carteira, certo?"

"Em vez de cobrar 60 dólares, porque não dar a chance do cidadão alugar Homefront por 4,99 por 24 horas, direto de seu console? Ou então se o jogo custasse 30 dólares pela campanha solo, e depois, caso o jogador quisesse, pagasse mais 30 pelo multiplayer?"

"O mercado provou que os jogadores não queriam pagar 60 dólares por Homefront da mesma forma que pagam 60 dólares por Black Ops. Claro que ainda há espaço para os grandes lançamentos, mas uma série de outros títulos poderiam tentar outros métodos de distribuição além do convencional. Seria um cenário onde todos ganhariam", concluiu Slaczka.

Conheça Move Fitness, a entrada da Sony nos jogos de malhação


Há um enorme mercado para videogames que ajudam o jogador a entrar em forma. Sucessos como Wii Fit e Zumba Fitness (além dos jogos de dança, que também ajudam a queimar calorias) são a forma de entender a razão da Sony querer entrar nesse mercado, com Move Fitness.

Como o nome sugere, este é um game de exercícios que utiliza o PlayStation Move como joystick. O jogo tem uma espécie de personal trainer, que orienta o jogador nos diversos tipos de exercício apresentados.

A estratégia da Sony para tentar se diferenciar de outros jogos do gênero foi concentrar os exercícios em atividades baseadas no boxe, para aliviar o tédio das repetições. Os jogadores são orientados a "bater" em alvos, a fazer combos de socos no tempo certo e ainda castigar um saco de areia ou mesmo um boneco virtual. Além dos jogos de boxe, Move Fitness também tem exercícios que simulam arremessos de basquete ou até um jogo de queimada, e sempre numa perspectiva de primeira pessoa.

Move Fitness também apresenta leaderboards para comparar seu desempenho com o de outros jogadores através da PlayStation Network. O público-alvo, de acordo com a Sony, é de homens e mulheres entre 18 e 35 anos, além de "ratos de academia", jogadores casuais e famílias. A empresa está lançando o jogo na Europa esta semana, com uma maciça campanha de marketing centrada nas redes sociais, banners online e numa campanha de relações públicas para certificar que Move Fitness será um sucesso.

Confira abaixo o trailer do jogo:

Battlefield 3 banido no Irã


Battlefield 3
vendeu 5 milhões de cópias na semana de lançamento. Entretanto, enquanto BF3 é um best-seller no Ocidente, partes do Oriente Médio não estão exatamente contentes com o jogo.

Em reportagem da France Presse em cima de artigo do site The Lebanon Star, o shooter militar da DICE foi banido no Irã. Embora a Electronic Arts não possua revendedores oficiais no país, jogos piratas de PC são norma na região, e os oficiais do governo iraniano estariam fechando lojas e prendendo donos por venderem o jogo secretamente.

Battlefield 3 contém uma série de cenários em locais do mundo real, sendo um deles no Irã. O jornal local Ars-e Ertebat publicou que fontes da política local solicitaram o banimento do jogo por lá.

E de acordo com a agência Fars, um grupo de "jovens iranianos" coletou mais de 5 mil assinaturas numa petição online protestando contra Battlefield 3. "Entendemos que a história do videogame é apenas hipotética, mas acreditamos que BF3 foi lançado numa época em que a comunidade internacional, liderada pelos Estados Unidos, pressiona o Irã", diria a petição.

Violência e promoção de crimes são razões comuns para solicitar banimento de jogos, mas ocorrências geopolíticas são raras. Em 2006, Mercenaries 2 causou controvérsia na Venezuela devido ao seu vilão, um "poderoso tirano" que liderava o país de Hugo Chávez. Dois anos antes, Ghost Recon 2 foi banido na Coreia do Sul devido a um roteiro que envolvia uma guerra na penílsula coreana que estava indo "longe demais". A punição foi suspensa em 2006.

Procurada pelo Gamespot para comentar o assunto, um representante da Electronic Arts disse, laconicamente, "que espera que o banimento do jogo no Irã previna que cópias piratas do jogo cheguem até lá". Então tá.

Fonte: http://www.gamespot.com/news/battlefield-3-banned-in-iran-report-6346715?tag=recent_news%3Btitle%3B2

Divulgados os preços dos cartões de memória para o PlayStation Vita nos EUA. Não são baratos.


No mês passado, a Sony divulgou as datas de lançamento do PlayStation Vita (22 de fevereiro nos EUA e na Europa). Pouco depois, revelou a estratégia de transferência de jogos, oferecendo a quem já tem games do PSP em UMD a chance de recomprar os jogos no novo console a preços promocionais. Agora, a gigante Gamestop revelou os preços dos cartões de memória do Vita, que estarão disponíveis junto com o lançamento do console nos EUA.

O cartão de 4 gigabytes custará 29,99 dólares; o de 8 GB, 44,99; e o de 16 GB, 69,99; e o de 32 GB, 119,99 dólares, quase metade do preço do console, que custará 249 dólares na versão com wi-fi e 299 na versão com wi-fi e 3G.

Há alguns meses, o engenheiro sênior de suporte aos desenvolvedores da Sony Computer Entertainment America, Chris Norden, revelou que os jogos do Vita virão em cartões de 2 e 4 gigabytes, e que a versão 3G do console só poderá baixar jogos de até 20 megabytes devido a restrições das operadoras móveis. Norden certificou que os donos do Vita poderão baixar jogos maiores usando as funcionalidades wi-fi do aparelho.

Os preços dos cartões de memória do Vita são bem mais altos que os para o PSP. Comparando, os cartões da Sandisk (modelo Gaming Memory Stick PRO Duo) de 2, 4 e 8 GB custam, respectivamnte, 18,99; 37,99 e 50,99 dólares. Já o Memory Stick PRO Duo original da Sony, de 32 GB, custa 125 dólares.

A seção da Gamestop para o Vita também lista uma série de acessórios para o console, como adaptador AC, headset oficial, carregador portátil, adaptador para tomada de carro, porta-cartões, filmes protetores, fones de ouvido e outros. O PlayStation Vita Starter Kit, listado a 24,99 dólares, inclui uma bolsa para transporte, adaptador para tomada de carro, filme protetor, porta-cartões, fones de ouvido e um pano de limpeza.

Fonte: Gamespot

Diretor de Mad Max compra direitos de novo projeto do desenvolvedor de L.A. Noire


Em agosto deste ano, surgiram notícias de que a Team Bondi, estúdio australiano que desenvolveu L.A. Noire (foto) para a Rockstar, havia vendido suas propriedades intelectuais e estrutura para a Kennedy Miller Mitchell, uma produtora multimídia de Sydney. À época, empregados da Team Bondi reclamaram das abusivas condições de trabalho impostas pela Rockstar no desenvolvimento de L.A. Noire.

A Kennedy Miller Mitchell é uma produtora de filmes e multimídia fundada pelo diretor de Mad Max, George Miller, e pelo seu parceiro de produções, Doug Mitchell. Os mais recentes projetos da produtora são Happy Feet 2, atualmente em cartaz nos cinemas, e a pré-produção de Mad Max: Fury Road. O braço de desenvolvimento de games da produtora, a KMM Games, desenvolveu a adaptação de Happy Feet 2 para o universo dos jogos.

Agora, em entrevista ao Australian Financial Review, Miller e Mitchell revelaram que a KMM comprou os direitos do próximo jogo produzido pelo fundador da Team Bondi, Brendan McNamara: um projeto chamado Whore of the Orient.

No começo deste mês, McNamara disse ao Eurogamer que seu projeto é "uma das grandes histórias não contadas do século 20".

Na entrevista ao AFR, Miller e Mitchell disseram que os ex-empregados da Team Bondi assumiram cargos na KMM e começaram imediatamente a trabalhar no jogo Happy Feet 2, e que a companhia também contratou ex-empregados de outro finado estúdio australiano, o Krome. Mitchell usou este ponto para argumentar que a indústria local de desenvolvedores de games precisa de mais incentivos fiscais, dizendo que a produtora quer fazer, além de Whore of the Orient, um game baseado em Mad Max: Fury Road, ambos com produção local, caso o governo aumente a atual porcentagem de devolução de impostos, que é de 40%. A medida foi introduzida em 2007 para os games. Atualmente, o incentivo serve como apoio para grandes produções locais de filmes, como o próprio Happy Feet 2 e o novo projeto de Baz Luhrmann (Moulin Rouge), O Grande Gatsby.

"Com apoio do governo, podemos prosseguir com os dois jogos", disse Mitchell. "A Warner Bros está em espera, com vontade de fazer Fury Road, e o incentivo maior os traria para cá num instante. Não é imediatamente óbvio, mas o potencial do setor de videogames é massivo. De acordo com as estatísticas que me foram apresentadas, é um mercado de 60 bilhões de dólares, querendo crescer para 90 bilhões, e não é dominado por nenhum país específico".

"Há tecnologias que eles têm que desenvolver para jogos porque as coisas têm que acontecer com mais rapidez num jogo", disse Miller. "Elas vão acelerar a evolução da TV e do cinema digitais porque serão obrigados a fazer com que tudo pareça o mais realista possível e acontecendo em tempo real. E tudo isso pode fazer com que o tempo de produção de um filme de animação não seja mais de anos, mas bem menos", completou.

De acordo com o Startupsmart.com.au, o Ministro das Artes australiano, Simon Crean, tornará a extensão dos incentivos fiscais à indústria de games locais parte das análises do próximo orçamento federal.

Crean visitou os estúdios de Miller e Mitchell, que tentaram convencer o ministro de que a extensão dos incentivos valerá a pena.

"Até visitar os estúdios de George Miller, nunca tinha entendido a extensão das indústrias de filmes e games", disse Crean ao AFR. "Acho que é uma questão que deve ser debatida, e uma lógica extensão do que já provemos para eles, que já provam sua importância no mercado internacional".

No começo deste mês, a organização Screen Australia, ligada aos produtores locais, aumentou o lobby junto ao governo local para dar mais suporte às indústrias de entretenimento.

Fonte: Gamespot

Pré-venda do PlayStation Vita provoca filas e quedas de sites em Hong Kong

Muita loucura em Hong Kong. Este é o cenário dos últimos dias, após a Sony iniciar por lá a pré-venda do PlayStation Vita.

De acordo com o site Engadget China, traduzido pelo pessoal do Joystiq, filas enormes se formaram na porta das lojas, sendo que em algumas delas chegaram a considerar a presença militar para controlar os tumultos.

Além do movimento nas lojas físicas, vários sites que estavam fazendo a pré-venda do Vita tiveram quedas devido ao enorme número de acessos.

O Vita chega ao Japão e ao mercado asiático no próximo mês, e aos EUA e Europa em fevereiro de 2012.
Fonte: MCV

28 de nov de 2011

Novos DLCs para Batman: Arkham City chegam em dezembro


A Rocksteady Games revelou através de sua conta no Twitter que no dia 20 de dezembro lançará mais DLCs para Batman: Arkham City. O pacote trará a Batcaverna para a série.

O post também confirma os pacotes Joker's Carnival e The Iceberg Lounge. A produtora ainda não revelou os valores dos pacotes.

27 de nov de 2011

Sony estaria desenvolvendo jogo de luta com personagens de seus games


O rumor da semana consiste na Sony estar produzindo um jogo de luta com personagens de outros jogos da empresa, no estilo da franquia Smash Bros. da Nintendo. O jogo, aparentemente chamado de Title Fight, estaria sendo produzido pela SuperBot Entertainment.

Um blog chamado The Paul Gale Network publicou supostas imagens do jogo e de sua equipe de desenvolvimento na SuperBot. E de acordo com o Eurogamer, a empresa é listada como uma desenvolvedora exclusiva de jogos para a Sony Computer Entertainment America (SCEA), e que atualmente está desenvolvendo um game exclusivo para o PS3. O Eurogamer também notou anúncios de emprego da SuperBot, procurando gente com experiência em jogos de luta.

De acordo com o relatório do blog Paul Gale Network, o jogo contaria com personagens como Kratos (God of War), Parappa the Rapper (do game homônimo), Nathan Drake (Uncharted), Sly Cooper, Fat Princess (da série homônima), Coronel Mael Radec (Killzone) e Sweet Tooth (Twisted Metal). Este último teve uma imagem revelada no blog, e o elenco do jogo está cotado para ter mais de 20 personagens de jogos da Sony.

O IGN e o Eurogamer contataram a Sony sobre os rumores, mas a empresa, como de costume, recusou-se a comentar algo.

Fonte: IGN

Vídeo de Ni No Kuni, RPG japonês que chega em 2012 ao ocidente


No post anterior, falamos de um RPG japonês que acabou suplantado nas vendas por Call of Duty: Modern Warfare 3. Trata-se de Ni no Kuni: Wrath of the White Which, que deve ser lançado no Ocidente em 2012. Confira abaixo um vídeo onde o jogador está controlando dois personagens simultaneamente, usando os controles analógicos do PS3 para resolver um puzzle. Não parece fácil...

Modern Warfare 3 surpreende e lidera as vendas também no Japão


A popularidade de Call of Duty: Modern Warfare 3 - que já arrecadou mais de 700 milhões de dólares mundo afora, e a tendência é dos números crescerem ainda mais - foi além das Américas e da Europa. A última versão do jogo de tiro em primeira pessoa da Activision bateu dois concorrentes de peso no mercado japonês, surpreendendo os analistas de mercado. A versão para PS3 do jogo liderou as vendas japonesas entre 14 e 20 de novembro, com mais de 180 mil unidades vendidas, e, ainda mais surpreendente, a versão para o Xbox 360 ficou em sétimo, com pouco mais de 30 mil unidadeds vendidas.

O shooter foi elogiado por sua climática campanha solo e pela variedade de desafios no modo Spec Ops. Os jogadores japoneses, por enquanto, estão jogando uma versão legendada do game. Para dezembro, a Activision promete uma versão dublada em japonês, feita em parceria com a Square Enix.

A vice-liderança do mercado japonês ficou com One Piece Gigant Battle 2, jogo de luta em 2D baseado numa série de mangás e animes, feito para o Nintendo DS. O game vendeu 116 mil unidades. Em terceiro lugar, a versão para PS3 de Ninokuni, um RPG.

Outros destaques da semana foram as boas vendas da versão para PS3 de Saints Row: The Third. O jogo apareceu em quinto lugar, com 36 mil cópias. Já Ultimate Marvel vs. Capcom 3 apareceu em décimo na versão para PS3, com cerca de 22 mil cópias.

Na parte de hardware, o Nintendo 3DS e o PSP aparecem no topo da lista. O portátil da Big N vendeu 96.219 unidades na semana, enquanto a Sony dobrou os números de vendas do PSP e do PS3 (41 mil cópias do primeiro, 40 mil do segundo), provavelmente devido a um novo combo vermelho e preto do portátil, e novas cores disponíveis para o irmão maior. As cores do PS3 no Japão são dourado e branco (bundle com o jogo Ninokuni), vermelho escarlate e azul, além do tradicional preto.

Após ameaça de processo, EA volta atrás e dará Battlefield 1943 a quem comprou BF3


A Electronic Arts livrou-se de uma encrenca. Em junho, a produtora prometeu que quem comprasse Battlefield 3 ganharia de graça o jogo Battlefield 1943, que saiu exclusivamente na PSN. Entretanto, quando BF3 finalmente saiu, nada do jogo extra. O resultado foi uma ameaça de processo de alguns jogadores contra a EA.

Agora, a produtora diz que "houve alguns desentendimentos" sobre a disponibilidade do jogo, mas agora vai entregar Battlefield 1943 a todos que adquiriram Battlefield 3.

A EA começa a distribuir o jogo pela PSN da Europa, no dia 26 de novembro, enquanto quem tem PSN americana terá acesso ao jogo no dia 10 de dezembro, e os asiáticos uma semana depois.

24 de nov de 2011

Anunciado o lançamento de Test Drive: Ferrari


A distribuidora BigBen Interactive anunciou o lançamento de mais um jogo da série Test Drive para março do próximo ano. Test Drive: Ferrari será lançado para PS3, Xbox 360 e PC.

Não foram revelados detalhes do jogo nem quem está desenvolvendo, mas rumores apontam para a Slightly Mad Studios, que fez Need for Speed: Shift para a Electronic Arts.

A Blimeryl Games, que a Slightly Mad comprou em 2009, tinha um título licenciado da Ferrari em desenvolvimento, e que havia sido interrompido devido a questões legais.

Em agosto, Ian Bell, chefe de desenvolvimento da Slightly Mad, disse que "poderíamos esperar notícias sobre o jogo da Ferrari em breve".

O último volume da série Test Drive, TD Unlimited 2, foi lançado no começo deste ano pela Atari.

A Bigben distribuirá o jogo na França, Alemanha, Holanda, Bélgica e Luxemburgo. Os planos de lançamento e distribuição para o Reino Unido, EUA e América Latina ainda serão anunciados.

Fonte: Eurogamer (http://www.eurogamer.net/articles/2011-11-22-test-drive-ferrari-announced)

EA Sports divulga trailer de FIFA Street com Lionel Messi


A Electronic Arts deu um duro golpe na Konami na concorrência pela melhor franquia de futebol. Lionel Messi, que apareceu na capa de várias versões da série Pro Evolution Soccer, agora é contratado da EA. Para celebrar, a produtora lançou um trailer de FIFA Street, que sai agora em março, mostrando o maior jogador do mundo associada à maior franquia de futebol do mundo. Assista abaixo.


16 de nov de 2011

Produtor de Final Fantasy: "FF XV poderá ser um RPG de ação"


Alerta para os fãs de RPGs japoneses. A Square Enix sugeriu que um futuro Final Fantasy XV pode sair da tradicional linha de RPGs orientais, em turnos, e abraçar a linha de ação dos RPGs ocidentais.

O produtor de Final Fantasy XIII-2, Yoshinori Kitase, descreveu a popularidade de RPGs de ação, como Dragon Age e Skyrim, como "uma tendência que não podemos ignorar".

Kitase disse à revista Edge: "No mercado global vemos vários jogadores deixando de lado os jogos com sistema de turnos para jogar o que vocês costumam chamar de RPGs de ação. É uma tendência, e é difícil ignorar".

Final Fantasy mudou bastante desde que surgiu no final dos anos 80. Nos últimos anos a franquia vem misturando os estilos oriental e ocidental, como nos recentes FF XII e XIII, e pelo jeito a produtora está aberta a mais mudanças para FF XV.

"Acho que a natureza da franquia é apresentar algo novo a cada versão", acrescentou Kitase.

"Os sistemas de batalha das versões XIII e XIII-2 possuem aqueles elementos de velocidade e ação que são palavras-chave para nós, mas não significa que ficaremos presos a essa mesma rotina no nosso próximo jogo", disse o produtor. "O grau de mudança que aplicaremos, só o tempo poderá dizer".

A Square Enix também desenvolveu os jogos de multiplayer massivo online Final Fantasy IX e XIV - este último teve fraca recepção por parte dos fãs, e tem um relançamento marcado para o final de 2012.

Enquanto isso, Final Fantasy XIII-2 chega às lojas dos EUA em 31 de janeiro de 2012.

Roteiro de Mass Effect 3 pode mudar após vazamento


A BioWare confirmou que pode mudar o roteiro de Mass Effect 3 em resposta a comentários de fãs. Após o vazamento em hora errada de um beta do jogo, que levou aos fãs conhecerem a história do game, os co-fundadores da desenvolvedora, Greg Zeschuk e Ray Muzyka, disse que a companhia está ativamente atenta aos comentários do público.

"Ouvimos nossos fãs o tempo todo", disse Muzyka. "Vimos o que eles escrevem nos fóruns, o feedback deles com nossas histórias. Se pudermos pegar ideias deles para tornar nossos jogos melhores, certamente o faremos. Não somos contra o retorno dos fãs. É parte de nossos valores e somos humildes em aceitar isso. A qualquer momento uma grande ideia pode surgir dos fãs. Eles são nosso público, eles são quem nos mantêm nesse negócio".

Muzyka acrescentou que o vazamento teve efeito positivo, pois gerou mais interesse no jogo e em seu conteúdo. Ainda, a equipe de desenvolvimento sentiu os efeitos de um jogo não terminado chegando aos olhos dos fãs.

"É difícil para uma equipe quando ela tem seu trabalho revelado antes da hora, como aconteceu conosco. Era um demo. Não estava no nosso roteiro lançá-lo daquela forma e tão cedo", disse Muzyka. "Mas eles superarão isso porque são um grupo forte. Eles realmente querem entregar um grande jogo aos fãs. Estão comprometidos em fazer deste o melhor Mass Effect".

Finalmente, Muzyka disse esperar que os fãs não leiam as informações vazadas, e alerta que saber o que pode acontecer afetará a experiência de jogo. "Não leia sobre a história antes. A diversão dela é descobrir coisas e explorar os novos pontos da aventura. Espero que eles não percam a alegria da descoberta", finalizou.

Uma versão demo de Mass Effect 3 vazou online após a Microsoft colocá-la no ar num preview de uma atualização da Xbox Live. O roteiro do jogo acabou vazando em um site russo, e aparentemente incluía até detalhes sobre o final do jogo.

Mass Effect 3 chega às lojas no dia 06 de março de 2012. O demo oficial deve surgir em janeiro.

Sly Collection HD chega à PSN, completa ou separada


O presidente da Sanzaru Games, que está desenvolvendo Sly Cooper: Thieves in Time (ou Sly 4, se preferir) exclusivamente para o PS3 para lançamento no próximo ano, anunciou através do blog oficial do PlayStation que a Sly Collection HD, que reúne os três games originais de Sly Cooper que saíram para o PlayStation 2, estão chegando no fim deste mês, em alta definição, ao PS3, via PlayStation Store. Anteriormente, a coleção havia sido lançada em disco.

Os jogos foram remasterizados para rodar a 60 quadros por segundo, terão suporte a troféus e poderão ser jogados em 3D. Os jogadores poderão comprar a Sly Collection completa por 29,99 dólares ou os jogos individuais - Sly Cooper and the Thievius Raccoonus, Sly 2: Band of Thieves e Sly 3: Honor Among Thieves por 9,99 dólares cada.

Compre Saints Row: The Third e leve Saints Row 2 de graça


Com o lançamento de Saints Row: The Third esta semana, a Sony e a THQ se meteram numa encrenca. Jack Tretton, da Sony, havia prometido um modo multiplayer exclusivo e uma "arma especial" para quem comprasse a versão para PlayStation 3 do jogo. No fim das contas, nada disso aconteceu.

Entretanto, a produtora do jogo revelou uma surpresa para os compradores da versão para PS3. De acordo com Jon Miller, da THQ, "todos os jogadores de PS3 que ativarem seus passes online nos próximos 90 dias receberão uma cópia digital de Saints Row 2 (no valor de 19,99 dólares) absolutamente de graça".

A oferta vale até o dia 13 de fevereiro de 2012, através da PlayStation Network.

Fonte: IGN

PSN sairá do ar para manutenção nesta sexta (17/11)


A PlayStation Network passará esta sexta (17) fora do ar para manutenção de rotina, de acordo com o blog oficial do sistema.

A paralisação está agendada para as 8 da manhã pela hora do Pacífico nos EUA (14h, horário de Brasília), e deve durar até às 10 da noite (3h de sábado em Brasília). Enquanto alguns usuários "serão capazes de jogar online" durante a manutenção, a Sony diz que os donos de PS3 e PSP não poderão fazer login no site da PSN, acessar a PlayStation Store ou registrar novas contas.

A Sony usará a manutenção para introduzir as novas regras de compartilhamento de conteúdo. Quando o serviço retornar, os usuários serão capazes de baixar novos games através da PlayStation Store em no máximo dois PS3 ou dois PSPs diferentes, contra cinco dispositivos no limite atual. Quando o usuário atingir o limite de dispositivos, terá que desativar seu perfil em um aparelho existente antes de ativá-lo em um novo console.

Todos os jogos adquiridos antes da mudança seguirão podendo ser usados em até cinco consoles. Adicionalmente, a Sony planeja colocar no ar um site onde os consumidores poderão gerenciar suas contas da PSN e desativar dispositivos associados a ela. Atualmente, essa desativação é feita através do próprio dispositivo ou através do serviço de atendimento ao consumidor da Sony.

As mudanças são aplicáveis apenas a games. Conteúdo de vídeo adquirido através da PSN pode ser movido de um PS3 para outro e para até três PSPs, e estes limites permanecerão inalterados.

Portanto, quem ainda quiser comprar jogos em grupo (tática comum no mundo todo), que o faça até amanhã de manhã.

Skyrim vende mais de 3,5 milhões de cópias em apenas dois dias


A Bethesda está festejando. A ZeniMax Media, dona da companhia, divulgou nesta quinta-feira que as vendas de The Elder Scrolls V: Skyrim estão execelentes, com mais da metade (3,5 milhões) das 7 milhões de cópias despachadas para as lojas mundo afora vendidas nas primeiras 48 horas do lançamento.

A ZeniMax expera que o lançamento renda 450 milhões de dólares de receita, e já divulgou que recebeu vários pedidos de renovação de estoque de lojas na América do Norte, Europa e Austrália. O jogo também está fazendo sucesso no mercado de distribuição digital, com mais de 280 mil jogadores tendo comprado e jogado o RPG no dia do lançamento, na última sexta-feira (11).

Se as vendas estão boas, o jogo apresenta alguns problemas técnicos, mas a Bethesda já prometeu correções em breve.

15 de nov de 2011

Lançamentos da semana para PS3 - 13 a 19 de novembro de 2011

Semana cheia de lançamentos para PS3 nos EUA e na Europa. Confira abaixo a listagem (os jogos devem chegar em breve ao mercado brasileiro):

Assassin's Creed: Revelations (Ubisoft): mais um episódio da série, desta vez com o jogador podendo controlar tanto Altair, protagonista do primeiro game, como Ezio Altidore, estrela dos dois seguintes. E até Desmond Miles, que detém as memórias dos outros dois, tem seus momentos no jogo.



Ultimate Marvel vs. Capcom 3 (Capcom) - menos de um ano após o lançamento do game original, a Capcom lança essa "atualização" de seu game de luta, apresentando doze novos personagens e, ao menos lá fora, um preço mais camarada: em vez dos 59,99 dólares habituais, o jogo custa 39,99 doletas. Tomara que a distribuidora brasileira faça o mesmo.




Saints Row: The Third (THQ) - a série se afasta da pecha de "clone de Grand Theft Auto" e aposta no nonsense e na diversão acima de tudo. Do visual dos personagens, que pode ser customizado pelo jogador de inúmeras formas, a armas bizarras como um cassetete fálico, garantia de boas horas de risadas, no mínimo.




Need for Speed: The Run (Electronic Arts) - a Black Box, produtora do clássico NFS Underground e dos nem tão clássicos Pro Street e Undercover, está de volta à franquia e traz uma mistura de corrida de ação com a história de um cidadão que tem que ganhar uma corrida de costa a costa nos EUA para ganhar uma fortuna e salvar sua vida. Só que em meio à corrida, o jogador tem que encarar avalanches, perseguições policiais e eventos à pé (!). O game foi construído com o motor gráfico Frostbite 3, o mesmo de Battlefield 3.



Rayman Origins (Ubisoft) - O personagem está de volta em um novo game de aventura. Destaque para o preço camarada anunciado para o Brasil: apenas R$ 99,00!



Jurassic Park: The Game (Telltale Games) - produzido pela mesma Telltale Games que fez recentemente Back to the Future: The Game, desta vez a ação, em episódios, se volta para a Isla Nubar, e você tem que sobreviver aos perigos da ilha e aos dinossauros para escapar vivo. Tiranossauro Rex, velociraptors e um novo dinossauro fazem parte da aventura.



L.A. Noire - The Complete Edition (Rockstar Games) - relançamento do elogiado game de investigação ambientado na Los Angeles dos anos 40, desta vez incluindo todos os DLCs anteriormente lançados e preço menor que o do lançamento normal.




Medieval Moves: Deadmund's Quest (Sony) - game de ação medieval para ser jogado com o PlayStation Move.



Cartoon Network Punch Time Explosion XL (Crave) - jogo de luta com personagens do canal de TV, como as Meninas Superpoderosas, Dexter, Samurai Jack e Ben 10, dentre outros.




LittleBigPlanet 2: Special Edition (Sony) - relançamento do game de plataforma da Media Molecule, agora incluindo, segundo a Sony, cerca de 35 dólares em DLCs previamente lançados separadamente.


Carnival Island (Sony) - em mais um jogo exclusivo para uso com o Move, desta vez os jogadores participam de mais de 35 atividades de um "parque de diversões" perfeito para jogar com toda a família.



Marvel Super Hero Squad: Comic Combat (THQ) - infantil para uso com o acessório uDraw, no qual as ações desenhadas pelo jogador representam os movimentos na tela.



EyePet & Friends (Sony) - outro título para o Move, no qual você cuida de bichinhos virtuais com ajuda da câmera PlayStation Eye.



DreamWorks Super Stars Kartz (Activision) - como o nome sugere, um jogo de kart com personagens dos filmes da DreamWorks. Shrek, Fiona, os Pinguins de Madagascar e muitos outros correm em pistas baseadas nos desenhos.



uDraw Studio: Instant Artist
(THQ) - outro jogo para ser usado com o uDraw, permitindo que o jogador desenhe, pinte e compartilhe seus desenhos através do console. O trailer é para a versão do Xbox 360, mas a do PS3 é idêntica.


No dia do lançamento, assista a mais um vídeo de Saints Row: The Third

Hoje é o dia do lançamento de Saints Row: The Third, e hora de assistir mais um divertido vídeo do jogo. Tomara que lancem logo por aqui também.

EA estabelece política de tolerância zero contra trapaceiros em Battlefield 3

A Electronic Arts anunciou que está banindo "centenas" de jogadores por trapacear nos modos online de Battlefield 3.

De acordo com a produtora, jogadores de consoles estão sendo banidos, e não apenas os que jogam no PC.

A EA declarou que está com uma política de "tolerância zero" contra os chamados cheaters, e promete corrigir uma série de bugs que os trapaceiros estão aproveitando para burlar o jogo.

Fonte: MCV

Site diz que ator de "Law & Order" será protagonista de GTA V


Ator conhecido da TV americana, Ned Luke trabalhou em séries como "Law & Order" - incluindo a edição "Special Victims Unit -, e "Third Watch", mas segundo o site IMDB"Grand Theft Auto V".
Outra novidade é que Albert De Silva, na verdade, será o protagonista do novo jogo. Ao menos isso é o que garantiu o também ator e amigo de Ned, Jimmy Taenaka no Twitter.

"Meu companheiro Ned Luke é o principal dublador e perfil de personagem para o próximo jogo da Rockstar, 'Grand Theft Auto V'. Parabéns!".

Vale lembrar que o IMDB também trabalha com rumores. Um exemplo relacionado ao próprio "Grand Theft Auto V" é que Young Maylay repetiria o personagem Carl 'C.J.' Johnson, de "Grand Theft Auto: San Andreas".

Fonte: UOL Jogos

Sony divulga bônus para quem comprar o Vita em pré-venda na Europa e África do Sul


Quem mora em alguns países europeus, na África do Sul, na Austrália ou na Nova Zelândia pode já pensar nos itens extras que ganhará se comprar o PlayStation Vita em pré-venda, a partir do dia 30 de novembro.

Os compradores ganharão um par de fones de ouvido da Sony, além de 5 euros de desconto nos games Little Deviants, Super Stardust Delta, Hustle Kings ou Escape Plan (todos comprados via PlayStation Store), alguns itens para seu avatar na PlayStation Home (camiseta do PS Vita, óculos escuros, calça e bolsa), um avatar exclusivo do Vita para a PSN e acesso exclusivo a um recurso chamado Forbisher Says!

Quem morar na França, Espanha, Itália, Suécia, Noruega, Dinamarca, Finlândia, Grécia ou África do Sul poderá trocar os fones por uma carteira temática do console.

Bethesda está trabalhando em atualização para Skyrim


A Bethesda anunciou que está trabalhando num patch para The Elder Scrolls V: Skyrim.
Através de sua conta no Twitter, Peter Hines, chefe de marketing da distribuidora, garantiu aos jogadores que uma atualização chegará em breve e pediu paciência.

Em resposta aos fãs que reclamam de problemas no jogo, Hines disse "não poderemos fazer isso tão depressa. Faz apenas três dias que lançamos o jogo, então estamos trabalhando nisso".

Os maiores problemas de Skyrim estão na versão para Xbox 360, mas a de PS3 também parece ter problemas com texturas.

Hines aconselhou aos jogadores para reclamar de problemas diretamente no site da companhia.

Fonte: http://www.eurogamer.pt/articles/2011-11-15-bethesda-trabalha-numa-atualizacao-para-skyrim

Sony lança combo do PlayStation 3 com filmes de Harry Potter para o final do ano


A Sony resolveu tentar faturar uns dólares a mais em cima dos fãs de Harry Potter. Para a Black Friday (última sexta-feira de novembro, logo após o Dia de Ação de Graças, quando todo o comércio dos EUA faz enormes liquidações), a empresa anunciou o lançamento de um combo que une o PlayStation 3 com filmes da série do bruxinho de Hogwarts.

O pacote, que custará 250 dólares, inclui um PS3 de 160 GB, uma cópia em Blu-ray de Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2 (versões 2D e 3D), além de vouchers para download dos dois primeiros filmes da série: Harry Potter e a Pedra Filosofal e Harry Potter e a Câmara Secreta. Além disso, o pacote inclui 30 dias de teste para a PlayStation Plus, que dá acesso a games com desconto na PSN, dentre outros recursos (só é estranho um combo de videogame que vem sem jogos, mas tudo bem).

O pacote faz parte da estratégia da Sony em investir na tecnologia 3D - mais de 60 games do PS3 suportam o recurso. A empresa também lançou recentemente uma TV 3D de 24 polegadas, direcionada para o mercado gamer.

Ubisoft anuncia primeiro DLC para Assassin's Creed: Revelations


No mesmo dia em que lançou Assassin's Creed: Revelations, a Ubisoft já anunciou o primeiro DLC para o jogo.

O The Ancestor Character Pack custará 3,99 dólares na PSN e trará quatro novos personagens para os modos multiplayer do jogo: Privateer, Corsair, Brigand e Gladiator.

O pacote será lançado no próximo dia 13 de dezembro.

Criador da série Driver deixa a Ubisoft


Faxina na Ubisoft. Gareth Edmondson, criador da série Driver, deixou a produtora e distribuidora francesa.

Em comunicado à imprensa, a Ubisoft disse que "teve o prazer de trabalhar e criar jogos em conjunto com Edmondson nesses cinco anos em que a Reflections tem sido parte da Ubisoft".

"Gareth fez a escolha de deixar o estúdio. Nossa equipe de programadores talentosos da Reflections seguirá seu trabalho nos próximos projetos sob a supervisão de Giselle Stewart e Darren Yeomans, até encontrarmos um substituto permanente".

Edmondson disse que seguirá na indústria de games, mas sem especificar onde nem como. A Reflections Interactive foi fundada em 1984 pelo irmão de Gareth, Martin Edmondson.

Ken Levine, criador de BioShock: "não há necessidade de fazermos um filme"


O chefe da Irrational Games e criador da série Bioshock, Ken Levine, declarou ao site IndustryGamers que "não há necessidade" de fazer um filme sobre a série.

Em maio deste ano, Levine disse ao mesmo site que a produção do filme ainda estava de pé, mas parece que as coisas mudaram um pouco, com o produtor mais concentrado no lançamento de BioShock Infinite que em um eventual filme.

"Estivemos muito perto de ter o filme - assinamos contrato, tínhamos um diretor (Gore Verbinski, da trilogia Piratas do Caribe); entretanto, não há por aqui um desejo gigante em ver o filme feito", disse Levine. "Para nós e a Take-Two, o filme sairia nos seguintes termos: a) para dar aos fãs algo que eles queiram; b) para os que não conhecem o universo de BioShock, realmente introduzí-los a algo que é coerente com os jogos, e que seria uma boa representação deles".

Levine ainda adicionou: "Há diferenças entre games e filmes, sem dúvida, mas o filme tem que sair do mesmo DNA em termos de universo e roteiro", e daí reiterou: "mas você sabe, não precisamos que ele seja feito".

É interessante perceber que a carreira de Ken Levine começou como roteirista, e ele certamente tem um olhar criativo, então se por acaso as coisas mudarem e BioShock tornar-se um filme, se o contrato envolver Ken Levine como consultor direto com a produção do filme, o público pode ficar otimista com os resultados. Entretanto, hoje o cenário está mais para "limbo" que para realidade para um futuro "BioShock - O Filme".

EA divulga novo vídeo do gameplay de Syndicate


A Electronic Arts divulgou um vídeo da jogabilidade do novo Syndicate, que chega às lojas no começo do ano que vem. O vídeo, de oito minutos, mostra a ação da fase chamada New England. Assista abaixo:

Produtora britânica recebe investimentos e torna-se distribuidora


A desenvolvedora britânica Eutechnyx, conhecida pelos jogos de corrida Ferrari Challenge (foto) e NASCAR The Game 2011, ambos distribuídos pela Activision, resolveu dar um passo adiante no crescimento, e após receber financiamento governamental de 1,8 milhão de libras, vão passar a distribuir jogos.

A companhia, que fica em Gateshead, no norte da Inglaterra, recebeu, somando todos os investimentos, um total de 10 milhões de libras.

O investimento será primeiramente usado para a empresa distribuir seus próprios jogos, incluindo o vindouro MMO de corrida Auto Club Revolution. Adicionalmente, a empresa vai providenciar a estrutura para começar a distribuir jogos de outros estúdios.

"A divisão de distribuição da Eutechnyx vai focar em distribuição digital de games, mas não descartamos entrar no negócio de jogos em mídia física para as lojas", disse Darren Jobling, um dos diretores da empresa, ao site MCV.

"Poucos veteranos da indústria lembram que a Eutechnyx começou sua vida como distribuidora de games nos anos 80, então retornar a esse negócio é uma viagem no tempo para nós".

A empresa criará 190 novos empregos nas áreas de marketing, licenciamento, logística e departamento pessoal.

"O mundo está mudando e as oportunidades nunca foram tão grandes", disse Jobling. "Sinto que trabalhamos há vinte anos para chegar a esse ponto"

Rockstar recomenda Tropa de Elite para quem for jogar Max Payne 3


Na campanha para lançamento de Max Payne 3, que será ambientado (ao menos parcialmente) em São Paulo, o site da Rockstar Games fez uma recomendação cinematográfica para quem quiser se habituar com a realidade de nosso país: assistir Tropa de Elite. O filme de José Padilha (assim como a sequência Tropa 2) foi recomendado por apresentar uma realidade similar à do jogo.

No texto, a Rockstar diz: "como preparativo para nosso primeiro jogo ambientado nas fascinantes, belas e bastante voláteis terras brasileiras, apresentamos o primeiro filme de uma série que recomendaremos para você se acostumar com a atmosfera e o ambiente que teremos em Max Payne 3, que chega na próxima primavera". Por primavera, entenda março de 2012.

Ainda citam o lançamento de Tropa de Elite 2 nos EUA este mês como gancho para os jogadores assistirem aos filmes.

O texto lembra que o jogo será ambientado em São Paulo e que o filme é carioca, mas cita que as duas cidades têm problemas parecidos com violência, e que o GOE (especializado em greves, revoltas em prisões e situações de alto risco envolvendo reféns), o GATE (especializado em sequestros e bombas) e o GARRA (roubos, assaltos e afins), todos equivalentes ao BOPE, são frequentemente chamados à ação. Falam também na desigualdade social das cidades e da economia brasileira em crescimento.

Confira abaixo o trailer de Max Payne 3, numa São Paulo com uma certa cara de Rio de Janeiro...


Sony divulga detalhes e preços do programa de transferência de jogos entre PSP e Vita


O lançamento do PlayStation Vita no Japão está se aproximando e a Sony revelou como funcionará o programa para levar jogos do PSP para o Vita. Todos os jogos terão que ser recomprados, mas quem provar que tem o UMD original do jogo no PSP terá desconto para a recompra em formato digital.

Muitos títulos ficarão na casa dos 1000 ienes (equivalente a 13 dólares, ou 8 euros); nesta faixa de preço, estão confirmados jogos como Dirt 2, Gran Turismo, Dead or Alive Paradise e Patapon 3 (foto). Outrps títulos custarão menos, e alguns custarão mais, chegando a preços na casa dos 2.400 ienes (cerca de 31 dólares).

Outros títulos estarão disponíveis quando o Vita chegar às lojas, e a Sony promete um line-up de cerca de 200 jogos de PSP disponíveis. A Sony cita jogos da Square Enix, Capcom e Konami como exemplos, mas sem entrar em maiores detalhes.

O que ainda não está claro é como ficará a compatibilidade com o Vita dos jogos adquiridos digitalmente, seja no PSP convencional, seja no PSP Go (que só aceita jogos digitais).

O Vita chega ao mercado japonês no dia 17 de dezembro, em outros territórios asiáticos no dia 23, e na Europa e América do Norte no dia 22 de fevereiro de 2012. No Brasil, deve chegar oficialmente ainda no primeiro semestre de 2012. O console terá dois controles analógicos, tela de cinco polegadas sensível ao toque, e um touchpad traseiro. O Vita terá versões com suporte apenas a Wi-Fi e 3G, e outro com suporte apenas a conexões via Wi-Fi. A versão 3G custará 29.980 ienes, 299 euros, 299 dólares e 279 libras no Japão, Europa, EUA e Reino Unido, respectivamente. Já a versão Wi-Fi custará 24.980 ienes, 249 euros, 249 dólares e 229 libras.

Para quem entende japonês, mais detalhes no site oficial da Sony. Em inglês, tem no Adriansang (num inglês deveras confuso) e no Gamespot.

Alavancadas por Battlefield e Batman, vendas de games nos EUA crescem após cinco meses de queda


A indústria de games passou cinco meses seguidos de vendas em queda, em comparação aos mesmos meses de 2010. Entretanto, em outubro as vendas finalmente subiram. O último relatório do NPD Group mostra uma modesta elevação de 1% no total de vendas da indústria, incluindo jogos para consoles e PCs, hardware para games e acessórios. No total, as vendas combinadas chegaram a 1,08 bilhão de dólares no varejo.

A maior parte das vendas veio dos softwares, que tiveram aumento de 1% de outubro de 2010 para outubro de 2011, chegando a 649,5 milhões de dólares. Liderando esta categoria estiveram Battlefield 3, da Electronic Arts, que vendeu 2 milhões de unidades nas lojas dos EUA. Entretanto, a EA notou que as vendas digitais da versão para PC do game tiveram importante participação, devida à forte herança da franquia nos computadores. A produtora anunciou anteriormente um total de cinco milhões de unidades vendidas, somando todas as versões e métodos de venda. Prova de que o marketing da EA em cima do jogo está dando certo.

Em segundo lugar ficou Batman: Arkham City, da Warner Bros. Interactive Entertainment. O game vendeu 1,5 milhões de cópias no varejo entre as versões para PS3 e Xbox 360. Outros grandes lançamentos em outubro foram NBA 2K12, Rage, Just Dance 3, Dark Souls e Forza Motorsport 4.

O Xbox 360 manteve a liderança entre os consoles, vendendo 393 mil unidades no mês, um aumento de 21% nas vendas em comparação a 2010. Já a Nintendo vendeu 250 mil unidades do 3DS, 250 mil do Wii e 180 mil do DS. A Sony não divulgou seus números de vendas de hardware em sua nota pós-relatório do NPD.

Números (em dólares)

Total de receita nas vendas: 1,08 bilhão de dólares (1%)
Total de receita nas vendas para consoles: 1,05 bilhão (3%)
Total de receita nas vendas de hardware: 295,6 milhões (6%)
Total de receita nas vendas de software para consoles: 621,3 milhões (3%)
Acessórios: 135,9 milhões (-5%)
Total de vendas de software: 649,5 milhões (1%)

Os jogos mais vendidos de outubro de 2011:

  1. Battlefield 3 (PS3, Xbox 360, PC) - Electronic Arts
  2. Batman: Arkham City (PS3, Xbox 360) - Warner Bros. Interactive Entertainment
  3. NBA 2K12 (PS3, Xbox 360, Wii, PSP, PS2) - 2K Games
  4. Rage (PS3, Xbox 360) - Bethesda Studios
  5. Just Dance 3 (Wii, Xbox 360) - Ubisoft
  6. Dark Souls (PS3, Xbox 360) - Namco Bandai
  7. Madden NFL 12 (PS3, Xbox 360, Wii, PS2, PS3) - Electronic Arts
  8. Forza Motorsport 4 (Xbox 360) - Microsoft Game Studios
  9. Gears of War 3 (Xbox 360) - Microsoft Game Studios
  10. FIFA Soccer 12 (PS3, Xbox 360, Wii, PSP, PS2, Nintendo 3DS) - Electronic Arts

Primeiro DLC de Dead Island chega dia 22 de novembro


Após um adiamento por problemas técnicos, a Techland finalmente anunciou a data de lançamento de Bloodbath Arena, o primeiro pacote de download para Dead Island. O A data será o próximo dia 22 de novembro, para PS3, Xbox 360 e PC. Na PSN, o pacote custará 9,99 dólares. Entretanto, quem comprou o jogo em pré-venda terá direito ao pacote gratuitamente.

O pacote consiste em quatro áreas de combate contra zumbis, tanto para jogar sozinho como em modo multiplayer. O objetivo é simples: eliminar as ondas de zumbis que virão dispostas a transformá-lo em refeição.

Adicionalmente, os jogadores poderão comparar seus desempenhos com os dos amigos através de leaderboards, e o pacote inclui uma arma exclusiva: a bomba de ondas cerebrais. Os pontos de experiência e itens conquistados no DLC poderão ser aproveitados na campanha convencional do jogo.

Asura's Wrath terá vários bônus de pré-venda


A Capcom e as redes de varejo nos EUA definiram quais serão os bônus de pré-venda de Asura's Wrath, que chega às lojas no próximo dia 21 de fevereiro de 2012, para PS3 e Xbox 360.

Quem pré-comprar o jogo na Amazon ganhará o Devastator Pack, que permite a Asura ter menos danos quando atingido, além de ter sua "barra de raiva ilimitada" recarregada de forma mais rápida. Já os pré-compradores da Best Buy ganham o Infinity Pack, que abrem os modos "Extinguisher" e "Zealot", que permitirão que Asura fique mais calmo com mais rapidez, o que prolonga sua habilidade de "raiva infinita".

Já quem comprar na GameStop recebe um livro com artes e quadrinhos, escrito e ilustrado pela turma da Penny Arcade. A HQ apresenta, de modo engraçado, Asura lidando com várias situações do dia a dia. Já a parte de artes é cortesia da CyberConnect2, desenvolvedora do jogo.

Asura's Wrath é um excêntrico jogo de ação onde o personagem principal persegue os sete "Generais Guardiões" que mataram e esquartejaram sua esposa, além de ameaçar sua filha. Motivo muito justo pra alguém viver com raiva, né? Abaixo, confira o trailer de um dos pacotes, o Devastator:

"Previously on Assassin's Creed"

No melhor estilo das séries de TV, a Ubisoft preparou um vídeo mostrando o que aconteceu nos jogos anteriores da série Assassin's Creed. O novo exemplar da franquia, Revelations, chega hoje às lojas dos EUA e Europa, e em breve ao Brasil. Confira abaixo (em inglês) Desmond narrando suas desventuras.

13 de nov de 2011

Need for Speed: The Run terá carros exclusivos na versão para PlayStation 3


A Sony e a Electronic Arts revelaram os carros exclusivos da versão para PlayStation 3 de Need for Speed: The Run, que sai na próxima terça, dia 15, em boa parte do mundo (aqui no Brasil, a Warner/EA deve lançar o jogo até o final do ano, tenhamos fé).

Os carros são o novo Porsche Carrera GT (foto), o Lexus LFA, o Bugatti Veryon Super Sport, o GUMPERT Apollo S, o Hennessey Venom GT, o Koenigsegg Agera R e a Lamborghini Countach QV5000.

E caso você ainda não tenha visto, abaixo segue o trailer do jogo dirigido pelo cineasta Michael Bay, conhecido por filmes como Transformers, A Ilha e Armageddon.

Gran Turismo 5: entrevista com Kazunori Yamauchi


No próximo dia 24 de novembro, Gran Turismo 5 completa um ano de seu lançamento, e o criador da série, Kazunori Yamauchi, disse que o recém-lançado DLC para o jogo é apenas o começo de uma série de novos lançamentos, e a Polyphony já está trabalhando no futuro Gran Turismo 6. Será que levará tanto tempo para sair quanto o 5 (que levou pelo menos quatro anos para ser lançado)?

Em visita a Las Vegas, para um evento da indústria automobilística (da SEMA - Specialty Equiment Marketing Association) e para apresentar o GT Awards, Yamauchi deu uma entrevista ao IGN, que colocamos abaixo, devidamente traduzida. Será que podemos invejar o fato do cara dirigir na vida real boa parte dos carrões que ele coloca nos jogos?

IGN: Qual o papel da SEMA todas as vezes que você vem a Las Vegas para o GT Awards?

Kazunori Yamauchi:
Um dos motivos pelos quais realmente venho à América do Norte todos os anos para a SEMA é a oportunidade de conferir as novas tendências do mercado de carros. Quando você fala do GT Awards, acho que é uma oportunidade de incluir parte das tendências do mercado automotivo nos nossos jogos da série Gran Turismo. Então é algo que continuarei fazendo enquanto vier para cá. É realmente a cultura de carros que queremos incluir em Gran Turismo através do GT Awards.

IGN: Você pode falar do quanto você foi capaz de atualizar e melhorar Gran Turismo 5 desde seu lançamento?

Yamauchi: Faz praticamente um ano que lançamos o jogo e, desde então, lançamos cerca de quinze atualizações para o jogo. Essas atualizações pavimentaram o terreno do jogo no sistema do PlayStation 3. Agora, podemos lançar mais expansões e adicionar mais conteúdo ao jogo. Acho que a cada dois meses poderemos lançar pacotes incluindo novos carros e picapes, mas tudo depende da reação dos usuários ao primeiro pacote que lançamos.

IGN: Como o retorno dos fãs influenciou no primeiro DLC para Gran Turismo 5?

Yamauchi: Creio que o maior impacto foi termos colocado uma visão simplificada de dentro do carro para todos os veículos do jogo, incluindo os carros standard. Isso foi algo que veio através do feedback dos jogadores. Tivemos bastante trabalho nisso, porque são mais de 900 carros no jogo e tivemos que nos certificar de que estávamos colocando tudo certo na tela. Esse processo não tem fim, porque estamos fazendo algo todos os meses basicamente para tornar tudo melhor de acordo com o que as pessoas nos dizem.

IGN: Como você escolheu o que foi incluso no primeiro DLC?

Yamauchi: Temos uma série de materiais possíveis para serem lançados, e a escolha do que foi para o primeiro DLC foi uma decisão minha com a equipe da Polyphony. Decidimos que os veículos e pistas do primeiro DLC seriam nosso ponto de partida.

IGN: O piloto Bryan Heitkotter, da GT Academy, está se preparando para correr as 24 Horas de Dubai em janeiro, mas ele não pode treinar no Gran Turismo 5, porque a pista não está no jogo. Esse circuito é algo que pode ser acrescido ao jogo?

Yamauchi:
Não posso negar a possibilidade, mas não sei ainda.

IGN: O que você acha de pilotos como Heitkotter, que de apenas jogador de Gran Turismo tornou-se um piloto de verdade da Nissan, e com duas corridas já acertadas e baseadas na simulação do jogo?

Yamauchi: É um grande sonho realizado para mim. Quando criei o primeiro Gran Turismo, sabia que um dia um piloto que aprendeu a dirigir com o jogo se tornaria um piloto na vida real. E acabou acontecendo.

IGN: Com que frequência você dirige os carros de verdade enquanto desenvolve os jogos?

Yamauchi: Não dirijo todos os carros que vão para o jogo, mas a maioria deles. E alguns deles eu guio em circuitos. É importante conferir o realismo de nosso modelo de simulação de vez em quando. Eu gosto de, periodicamente, checar e me certificar de que estamos no caminho certo quando implementamos a física de cada veículo no jogo.

IGN: Como você decide o que vai para os DLCs de Gran Turismo 5 e o que ficará reservado para o próximo jogo da série?


Yamauchi: Claro que já estamos trabalhando em GT6 e acho que o fator de separação é: o que não pudermos implementar em GT5 via DLC ficará para o GT6. O que pudermos implementar no atual jogo, vamos fazer.